Sacolas descartáveis serão banidas de supermercados de SP


As sacolinhas descartáveis não serão mais distribuídas nos supermercados do estado de São Paulo a partir desta quarta-feira (4). Na terça (3), terminou a obrigação de os supermercados oferecerem uma alternativa gratuita, conforme estava previsto em um acordo com o Ministério Público do Estado de São Paulo.   
O termo de ajustamento de conduta (TAC) deu dois meses para o consumidor se adaptar e agora obriga apenas os supermercados a venderem, até agosto, um modelo de sacola reutilizável por até R$ 0,59. O consumidor pode aderir ainda a outras opções, como caixas de papelão, caixas dobráveis, mochilas, carrinhos com bolsa e carrinhos de feira.


Fonte: G1
A Associação Paulista de Supermercados (Apas) anunciou nesta terça-feira (03/05) que pretende também oferecer aos clientes a possibilidade de fazer um empréstimo de sacolas retornáveis para realizar suas compras. A medida, no entanto, não tem prazo para entrar em vigor.

A suspensão da distribuição das sacolinhas descartáveis é discutida desde o ano passado. Em maio, a Apas firmou acordo com a Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo prevendo a extinção da embalagem nos 1.250 supermercados representados pela Apas - entre eles as principais redes. 

Segundo especialistas, as sacolinhas são uma ameaça à natureza porque podem levar 500 anos para se decompor. Elas acabam sendo descartadas de forma inadequada, poluindo a água e o solo.
A proibição do uso começou em janeiro de 2012. No entanto, os supermercados começaram a cobrar pela venda de sacolas biodegradáveis. O Ministério Público e o Procon intervieram. Foi determinado o fim definitivo da venda das sacolas biodegradáveis - porque também são descartáveis - e um prazo de dois meses para os consumidores se adaptarem. Algumas lojas criaram pontos específicos para retirada dessas caixas, que deverão continuar existindo.
Adaptação  
Durante o período de transição, entre os dias 3 de fevereiro e esta terça-feira, a associação registrou uma queda de 72% na distribuição de sacolas. Cerca de 80% estavam adaptados até a quarta-feira (28), segundo o diretor de Sustentabilidade da Apas, João Sanzovo.
Ele afirmou que várias foram as ações adotadas pelos supermercados e pelos consumidores nesse período. “O carrinho de feira vem sendo bastante utilizado porque é prático para as pessoas”, diz. Há ainda iniciativas de comerciantes que levam as compras de seus clientes em casa.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião, crítica ou sugestão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...